GeralDinheiro

LULA disse SIM! Pagamento do Bolsa Família retroativo para NIS 1 a 0 pode ser sacado; veja HOJE (28)

Esses bloqueios podem resultar em uma série de transtornos

O mês de março do calendário do Bolsa Família se encerrou nesta quinta-feira (28) e os registros mostram um número impressionante de bloqueios.

Foram aproximadamente 1 milhão de famílias tiveram seus benefícios interrompidos, conforme dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

Bloqueios do Bolsa Família prejudicam muitos beneficiários

Esses bloqueios podem resultar em uma série de transtornos, incluindo a impossibilidade de retirada de benefícios até que sua situação cadastral seja regularizada.

Em casos mais graves, as famílias correm o risco de ver o seu benefício cancelado caso não esclareçam ou regularizem a sua situação no prazo de seis meses.

Segundo o MDS, os principais motivos dos bloqueios de março incluem famílias que não atualizaram seus cadastros no prazo previsto no Processo de Averiguação do Cadastro (CAP) 2024.

Ademais, tem famílias com pessoas cujo CPF tem pendências com a Receita Federal conforme consta no Cadastro Único (CadÚnico). Sem contar com as famílias com membros que relataram óbitos também identificados no CadÚnico.

Além do mais, aqueles que não cumpriram as condições nas áreas de saúde e educação também sofreram consequências.

Em fevereiro, um grupo de 338 mil famílias teve os benefícios do Bolsa Família cancelados. Este cancelamento deveu-se à não regularização do seu registro no prazo estipulado ou ao fato de terem atingido o limite de 24 meses da Regra de Proteção.

Para recuperar o benefício retirado, é necessário que a família solicite a reversão do cancelamento e retifique a situação que causou a suspensão do seu registro.

Beneficiários receberão o atraso do Bolsa Família bloqueado?

Frequentemente, os beneficiários do Bolsa Família questionam poderão receber as parcelas atrasadas após o desbloqueio do programa. Sim, assim que a situação cadastral for regularizada, a família terá o direito de receber os valores retroativos.

Assim, após concordar com as pendências dentro do prazo previsto e sob a avaliação do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), o beneficiário pode recuperar os pagamentos que ficaram retidos enquanto o benefício estava bloqueado.

Para garantir o desbloqueio do Bolsa Família, o beneficiário deverá acompanhar sua situação por meio do aplicativo Bolsa Família, aplicativo Caixa Tem ou Portal Cidadão da Caixa, verificando se as parcelas anteriores estão marcadas como “LIBERADO”.

Desbloqueio do Bolsa Família em abril: novidades e procedimentos

As famílias beneficiárias têm uma ótima notícia: quem atualizaram seus cadastros até o dia 15 de março terão seus benefícios desbloqueados nos próximos dias.

Já é possível realizar uma busca via Whatsapp do Bolsa Família. Contudo, apenas a partir de 08 de abril haverá atualização de dados no app.

Os beneficiários cujo desbloqueio ocorrerá em abril terão uma vantagem adicional, pois poderão efetuar o saque das parcelas atrasadas referentes aos meses de bloqueio diretamente nas agências da Caixa e nas loterias.

Recebendo as parcelas atrasadas

O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) garantiu que os pagamentos retroativos do programa Bolsa Família serão disponibilizados no Caixa Tem, com os recursos creditados automaticamente na conta bancária onde os beneficiários recebem seus abonos mensais.

No entanto, há situações nas quais a pesquisa indica que o desembolso foi autorizado, mas os pagamentos anteriores do programa Bolsa Família não foram transferidos para o aplicativo Caixa Tem.

Portanto, é recomendado que os beneficiários que tenham o parcelamento desbloqueado anteriormente façam o saque utilizando o Cartão Amarelo do Bolsa Família, Cartão do Cidadão ou qualquer documento de identificação com foto na agência Caixa ou lotérica.

Pagamentos do mês de abril

Os beneficiários já estão ansiosos para saber os dados e os valores das parcelas de abril, mesmo que o próximo pagamento esteja distante.

Assim como no mês anterior, moradores de 161 municípios em estado de emergência ou calamidade pública poderão receber o benefício no início do calendário independentemente do número final do NIS.

Esta medida garante uma ajuda rápida e essencial às famílias que enfrentam dificuldades decorrentes de catástrofes naturais ou outras crises, podendo o número de beneficiários aumentar até ao início dos pagamentos do próximo mês.

  • Se o NIS tiver terminado em 1: 17 de abril;
  • Se o NIS tiver terminado em 2: 18 de abril;
  • Caso o NIS tiver terminado em 3: 19 de abril;
  • Caso o NIS tiver terminado em 4: 22 de abril;
  • Se o NIS tiver terminado em 5: 23 de abril;
  • Se o NIS tiver terminado em 6: 24 de abril;
  • Caso o NIS tiver terminado em 7: 25 de abril;
  • Caso o NIS tiver terminado em 8: 26 de abril;
  • Se o NIS tiver terminado em 9: 29 de abril;
  • Se o NIS tiver terminado em 0: 30 de abril.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo